Episódio 1: Estreia

Quando falamos em desenvolvimento econômico sustentável podemos pensar em atividades econômicas que gerem menos impacto negativo à natureza e/ou que neutralizem os impactos negativos gerados

 

Nós, da InCarbon, gostamos de pensar em atividades econômicas que geram impacto positivo à natureza. Ou seja, quando falamos de impacto, queremos nos concentrar, fortalecer e incentivar o impacto positivo.

 

Dito isso, hoje vamos dar início a uma série de artigos trazendo informações sobre pagamentos por serviços ambientais (PSA)

 

Como é possível ganhar dinheiro a partir da preservação da natureza? Em outras palavras, como é possível ganhar dinheiro a partir da manutenção, recuperação e/ou melhoria de serviços ecossistêmicos?

 

Para estarmos todos na mesma página, é preciso reforçar que as políticas de PSA:

 

  • Pressupõem a existência dos pagadores (quaisquer pessoas que tenham interesse em pagar por serviços ambientais) e a existência dos provedores (quaisquer pessoas que realizem serviços ambientais que despertam interesse de pagadores).

 

  • Representam uma grande “virada de chave” no que toca às interações econômicas entre o homem e a natureza: em PSA, o que é transacionado entre pagadores e provedores é a preservação de recursos naturais. Não se trata de atribuir valor econômico à utilização de recursos naturais. 

 

  • Podem ser públicas, privadas ou público-privadas: podem ser pagadores entes públicos (governos, autarquias, instituições) ou entidades privadas (com ou sem fins lucrativos), individualmente ou em cooperação

 

  • Podem ocorrer em qualquer ambiente (rural, florestal e urbano), já que serviços ecossistêmicos ocorrem em todo o planeta!

 

Para fechar com chave de ouro a estreia da nossa série de PSA, você precisa saber que: 

 

  • serviços ecossistêmicos são benefícios gerados pelas interações da natureza em equilíbrio. São “serviços” que a natureza “presta” naturalmente e gratuitamente, que mantém todas as formas de vida, por exemplo, a purificação do ar, a polinização, o fornecimento de água; e

 

  • serviços ambientais são serviços que os seres humanos prestam, individualmente ou coletivamente, que favorecem a manutenção, recuperação ou melhoria dos serviços ecossistêmicos, por exemplo, reflorestamento de áreas degradadas, recuperação da qualidade de solos deteriorados.

 

Precisamos urgentemente de serviços ambientais, para que seja possível continuar usufruindo de recursos naturais, porque os recursos naturais não são infinitos. Políticas de PSA são um forte incentivo para alavancar a prestação de serviços ambientais: é economicamente vantajoso investir na preservação da natureza.

 

Saindo do discurso econômico: precisamos urgentemente compreender que, como seres humanos, somos parte da natureza; só estaremos em equilíbrio se colaborarmos com o equilíbrio da natureza. Sob qualquer perspectiva, é vantajoso investir na preservação da natureza.

 

Está preparado? Nossa aventura vai começar.

Achou esse conteúdo interessante?Compartilhe esse post

Assine nossa newsletter